Frase da Semana:

Seu Portal de Informação Sobre Educação!

“Não basta ser apenas professor, é preciso ser mestre na arte de ensinar". (Autor Desconhecido)

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Parabens Serra do Mel!

SERRA DO MEL: EXEMPLO PRÁTICO DO VERDADEIRO SOCIALISMO

O município de Serra do Mel nasceu de um projeto de colonização idealizado em 1970 pelo então governador do Estado do Rio Grande do Norte, José Cortêz Pereira de Araújo, implantado em 1972, ainda em seu governo.

O projeto de colonização executado por Cortez, foi inspirado num projeto de colonização modelo dos Moshav (Israel).

A mente igualmente fértil de Cortez Pereira tinha como metas principais:

- Constituir um prtojeto de Reforma agrária, através da doação de lotes em condições favoráveis aos pequenos agricultores;

- Absorver parte do contingente do parque salineiro que fora desempregado pela mecanização das salinas nas áreas próximas;

Sua construção teve início em 14 de outubro de 1972.

Foram criados 1.196 lotes agrícolas no espaço original do projeto de colonização. Cada um dos lotes com 50 hectares, sendo 1.174 com 250 metros de largura por 2.000 metros de comprimento e apenas 22 (aqueles que estão situados ao lado na área habitacional de cada vila), com a mesma área, mas com 500 metros de largura por 1.000 metros de comprimento. Os lotes agrícolas de Serra do Mel, quase todos com 50 hectares, foram projetados para dispor de:

15 ha para a cultura do caju (permanente)
10 ha para as culturas temporárias
25 ha em mata nativa para reserva florestal.

Cada um dos lotes agrícolas originais de 50 hectares (ou com pequenas variações de área) foi recebido pelo colono com 15 hectares plantados de cajueiros, em espaçamento de 10m x 10m, no sistema quincôncio, perfazendo 1.725 pés em cada lote, distribuídos em 69 fileiras (carreirões) com 25 plantas em cada.

Originalmente, portanto, o projeto dispunha de 2.063.100 cajueiros, plantados em 17.940 hectares.
 
NOTA DO BLOG DO ALDO ARAUJO:
Atualmente, o dia 14 de outubro é considerado feriado municipal, por uma ideia nossa, transformada em Lei Municipal, de autoria do então vereador Luiz Rocha, que, com o passar dos anos, ficou popularmente conhecido (o feriado) como O DIA DO COLONO. 
 
postado por Aldo Araujo

Nenhum comentário:

Postar um comentário