Frase da Semana:

Seu Portal de Informação Sobre Educação!

“Não basta ser apenas professor, é preciso ser mestre na arte de ensinar". (Autor Desconhecido)

sábado, 24 de setembro de 2016

Governo do Estado conclui pagamento dos pensionistas na próxima terça-feira

O Governo encerra na próxima terça-feira (27) o pagamento dos pensionistas do Estado. Neste sábado (24) receberão 497 pessoas que ganham de R$ 6001 até R$ 9 mil, totalizando uma folha de R$ 3,6 milhões, com pensão média de R$ 7,2 mil. E na terça-feira (27) serão creditados os pagamentos dos 754 pensionistas restantes que recebem acima de R$ 9 mil, equivalente a uma folha de R$ 12,033 milhões, com valor médio de pensão de R$ 15,9 mil

MP do Ensino Médio é publicada em edição extra do Diário Oficial

Após de ter anunciado ontem (22) a medida provisória (MP) que reestrutura e flexibiliza o ensino médio no país – e depois de ter dito que sua publicação só sairia na semana que vem – o governo federal acaba de publicá-la em edição extra do Diário Oficial da União de hoje (23). Sobre a polêmica de acabar com a obrigatoriedade das disciplinas de sociologia, filosofia, arte e educação física, a questão não será decidida pela lei, mas pela Base Nacional Comum Curricular, que ainda está sendo definida. 
A Base Nacional Comum Curricular é um documento que, desde o ano passado, está sendo definido, com o objetivo de nortear e definir o conteúdo que os alunos deverão aprender a cada etapa de ensino. A Base específica para o ensino médio começará a ser discutida no próximo mês, de acordo com o Ministério da Educação (MEC) e deverá ser finalizada até meados do ano que vem.
Ao publicar nesta sexta-feira (23) a MP 746/2016, o governo torna obrigatória para os três anos do ensino médio apenas o ensino de português e matemática. Inglês também torna-se obrigatório, mas não necessariamente para os três anos.

Os demais conteúdos serão definidos pela Base. A fim de possibilitar que isso seja feito, o governo exclui a obrigatoriedade do ensino de arte, filosofia, sociologia e educação física no ensino médio.


As mudanças só virão provavelmente a partir de 2018 – de acordo com o texto da MP, no segundo ano letivo subsequente à data de publicação da Base Curricular, mas podendo ser antecipado para o primeiro ano, desde que com antecedência mínima de 180 dias entre a publicação da Base e o início do ano letivo. Ou seja, nada muda nos atuais currículos.
De acordo com a MP, cerca de 1,2 mil horas, metade do tempo total do ensino médio, serão destinadas ao conteúdo obrigatório definido pela Base Nacional Curricular. No restante da formação, os alunos poderão escolher seguir cinco trajetórias: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas – modelo usado também na divisão das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) – e formação técnica e profissional.
As mudanças pretendem favorecer também a aplicação dos conhecimentos em diversas áreas – inclusive no dia a dia dos alunos e na realidade do Brasil e do mundo. Pelo Plano Nacional de Educação (PNE), até 2024, 50% dos matriculados cumprirão jornada escolar em tempo integral de, no mínimo, sete horas por dia, somando 4,2 mil horas em todo o ensino médio.

Segundo o ministro da Educação, Mendonça Filho, a pasta investirá R$ 1,5 bilhão para ofertar o ensino integral a 500 mil jovens até 2018. O tempo integral passará a ser fomentado a partir do ano que vem. “O tempo integral retira os jovens da vulnerabilidade nas grandes e médias cidades do Brasil e garante uma educação de qualidade”, diz Mendonça Filho.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

Estudantes da zona rural fazem protesto contra a falta de transporte escolar


Estudantes de comunidades rurais realizam na manhã desta terça-feira, 06 de setembro, protesto no Centro de Mossoró contra a falta de transporte escolar tanto para os alunos quanto também para levar professores até as escolas. Ao todo, os estudantes apontam que 24 localidades estão desassistidas de transporte escolar no município.
“Centenas de alunos estão perdendo aulas porque o transporte escolar não está funcionando. Os veículos apresentam, constantemente, problemas mecânicos e param de circular, e este ano está pior. A educação pública foi abandonada pelos gestores e nossa juventude está sofrendo com isso”, conta o estudante João Vitor Mendes.
Os alunos chamam a atenção para o efeito negativo que a perda de aulas têm na formação dos jovens, sobretudo em relação àqueles que vão prestar vestibulares e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) este ano.
“Quando reclamamos das aulas perdidas, a Dired diz que não seremos prejudicados porque o conteúdo será reposto. Mas, muitas vezes, essa reposição acontece no final do ano, quando já tem passado o Enem. Todas essas barreiras são fatores que desestimulam cada vez mais os jovens permanecerem no campo e os motiva até a largar a escola. Um absurdo essa negligência do Estado”, declara a estudante Maria Clara Batista.
As comunidades Coqueiro, Lajedo, Arisco, Alagoinha, Bom Destino, Senegal, Oiticica, Quixabeirinha, Pinheirinho, Curral de Baixo, Paulo Freire e Cordão de Sombra estão afetadas pela falta de transporte para levar os alunos até as escolas na zona urbana. Já as aulas na Maisa, que abriga ainda os assentamentos Pomar, Oziel Alves, São Romão, Nova União, Montana, Apodi/Apama, Olga Benário, além dos sítios Pau-Branco, Pedra Preta, Jardim e Km 31 foram suspensas devido a problemas com o veículo que transporte professores.
Até o fechamento desta matéria, a equipe de reportagem do jornal O Mossoroense não conseguiu entrar em contato com a diretora da 12ª Diretoria Regional de Educação Cultura e Esportes (Dired), Rina Márcia Ciarlini.

Governo garante cerca de R$ 545 mil para investimento em escolas do RN

a
Em evento realizado na Escola de Governo, na tarde desta segunda-feira (5), o ministro da Educação Mendonça Filho anunciou a liberação de R$ 544.484,59 mil destinados para 10 escolas do RN. O montante será aplicado na construção de salas de aulas, quadras cobertas, assentamentos e construção de creches, dentro do Programa Proinfância.

O repasse foi confirmado menos de 15 dias após uma audiência entre o titular da Educação, o governador Robinson Faria e a secretária de Educação do RN, Cláudia Santa Rosa, ocasião que apresentaram demanda da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) para que fosse trazido ao RN o projeto FNDE – Soluções Locais.
O projeto garante a chance de gestores e técnicos estaduais e municipais de educação poder tirar dúvidas e sanar pendências específicas sobre a implantação e operação de programas federais na área.
Os recursos liberados fazem parte do Plano de Ações Articuladas (PAR) e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) é responsável pela execução de políticas educacionais do Ministério da Educação (MEC). O objetivo é garantir uma educação de qualidade a todos, em especial a educação básica da rede pública.
No discurso voltado para gestores de escolas públicas, secretários municipais de educação e diretores regionais de educação e cultura, o governador destacou alguns avanços alcançados em pouco mais de um ano e meio de gestão, como o desenvolvimento do programa Renove Escola, que tem o foco de manter um plano de recuperação permanente as unidades para oferecer educação em tempo integral, e o levantamento da estrutura das 624 escolas do RN e trabalho para destravar recursos para desenvolvimento de projetos importantes que estão parados há alguns anos.
O chefe do Executivo Estadual destacou que, ainda no primeiro ano do governo, foi feita a manutenção em 167 escolas com reparos em coberturas, instalações elétricas e hidrossanitárias. Além disso, serão finalizados e entregues, por meio de convênios firmados com o FNDE, os 10 Centros de Educação Profissional, com capacidade média de cada unidade de atender um total de 15.000 alunos, garantido o reajuste acumulado de 26,37% para os profissionais do magistério estadual, e realizado concurso público para 1.400 vagas de professores e especialistas em Educação.
Para o chefe do Executivo Estadual, a garantia dos recursos para a aplicação na educação é uma recompensa para o estado em virtude da apresentação de projetos interessantes. “A vinda do ministro ao estado é muito importante porque garante mais recursos para o fortalecimento da nossa educação e é um reconhecimento ao nosso esforço de pensar projetos que despertem interesse. Aproveitamos o momento para apresentar ao ministro Mendonça outras iniciativas nossas, como a escola pública em tempo integral, que consta no Plano Estadual de Educação”, disse.
Para a secretária Cláudia Santa Rosa, o FNDE Soluções Locais “é uma oportunidade valiosa para diversos setores da educação do estado porque aproxima os técnicos do FNDE dos gestores municipais, que tem a chance de tirar dúvidas e assim apresentar projetos mais qualificados para submeter ao Fundo Nacional”.
O ministro Mendonça Filho falou sobre a liberação dos recursos para o RN, tanto para a educação básica como também para a área de saúde. “Para o RN nós trouxemos os recursos verba para investimento na educação básica como também para a UFRN, para a maternidade que receberá aporte de R$ 3,5 milhões para melhorar a infraestrutura e formar profissionais de saúde para atender a população do RN”, encerrou.
O evento FNDE Soluções Locais, que teve início nesta segunda-feira (5), continua na terça-feira (6). A iniciativa é voltada secretários municipais de Educação e outros gestores educacionais com atendimento que leva técnicos e dirigentes do ministério para tirar dúvidas e solucionar problemas dos gestores locais na execução de programas educacionais do governo federal.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Atletas da Serra do Mel conquista vaga para a final do JERNS 2016


A equipe de futebol de campo da E E Pe José de Anchieta, dirigida pelo professor de educação física John Deohn, conquistou hoje, 26, sua vaga na grande final do Jogos Escolares do RN - JERNS 2016.

A equipe da E E  Pe Anchieta é formada pelos atletas: Edigleison Marinho, Fellipe Rafael, Cleiton Wesley, Allex almeida, Antonio Messias, Sávio Linhares, Sávio Zacarias, Wandson Thiago, Severino da Silva, Jonas Moura, Rafael Nobre, Jonas Oliveira, Douglas Soares, Erik Maranhão, Alex Nobre, Antonio Marcos, Marcos Antonio, João Víctor, Cleilton Galdino e Allan Lacerda.

O time serramelense venceu as quatro competições de fase e assemifinal e chega a final invicta. No primeiro jogo derrotou com uma goleada de 8x0 o time da E E José Gonçalves; goleou por 5x0 a equipe da E E Aída Ramalho; venceu por 2x0 a E E Raimundo Gurgel e o Eliseu Viana por 4x0. Hoje o time do caju derrotou a E E Jeônimo Rosado por 3x0, com dois gols de Rafael Nobre e um de Douglas Soares.

Artilharia
O atacante da EEPJA Rafael Nobre, marcou 8 gols dos 22 gols feito pela equipe serrana e é o artilheiro da competição, pena que o poder público não contabiliza os gols dos atletas, pois, o artilheiro não tem direito a premiação.

Na próxima segunda-feira, as 8:30 h, o time do Pe Anchieta enfrentará a equipe do Eliseu Viana no "Nougueirão" para a decisão da grande final do JERNS 2016, regional de Mossoró. 

O time campeão participará dos jogos em Natal/RN em outubro deste ano. A EEPJA contabiliza oito títulos regional e continua em busca do primeiro estadual. Ficamos na torcida para que este ano seja o ano de glória dos atletas da EEPJA.

Quase 30% de alunos do 9º ano do ensino fundamental já fizeram sexo, mostra pesquisa


Dos cerca de 2,6 milhões de estudantes que cursavam o 9º ano do ensino fundamental em 2015, 27,5% já haviam tido relação sexual (cerca de 723,5 mil). Em média, um aluno do 9º ano tem 14 anos de idade. Deste total, 39% (280,7 mil) não usaram preservativo na primeira vez e 33,8% (219,2 mil) não utilizaram na última relação sexual.
As informações fazem parte da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar – Pense 2015 – e foram divulgadas nesta sexta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Das meninas do 9º ano que haviam tido relação sexual, 9% disseram já ter engravidado. Essa realidade era mais comum entre estudantes de escolas públicas (9,4%) do que entre as da rede privada (3,5%). Pouco mais de 1% das meninas do 9º ano do ensino fundamental declararam já ter engravidado alguma vez (23 mil meninas), sendo o maior percentual registrado na região Norte, (2,1%) e o menor na região Sudeste (0,7%).
Cerca de 105,2 mil (4%) estudantes do 9º ano relataram já ter sido forçados a ter alguma relação sexual. O percentual para meninos foi de 3,7% e para as meninas de 4,3%. Destes, um a cada três estudantes disse que o ato foi cometido por algum membro da família (pai, mãe, padrasto, madrasta ou outros familiares). A região Norte (5,3%), Roraima (7,3%) e Mato Grosso (6,2%) apresentaram os maiores percentuais.
Quanto à promoção de ações de prevenção e assistência em saúde, promovida pelas escolas, informando quanto à saúde sexual, os resultados revelaram que 87,3% dos alunos do 9º ano do ensino fundamental receberam informações, na escola, sobre doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e Aids.
“Não basta informar e dizer use camisinha, use pílula. Esse adolescente deve ser atendido em programas que trabalhem a percepção corporal, de identidade sexual, de valor como pessoa, dos riscos de uma gravidez. Você só vai usar camisinha se você tiver respeito a si próprio e ao outro”, comentou ela.
Há 40 anos trabalhando com adolescentes, a pediatra Evelyn Eisenstein, do Departamento de Adolescência da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), afirmou que o principal gargalo – no que tange à saúde dessa faixa-etária – é falta de um programa nacional de saúde.
“O Brasil precisa de campanhas de prevenção e programas nas escolas. Os adolescentes têm direito não apenas à informação, como também a programas de protagonismo juvenil”, disse e pediatra.”
Segundo Evelyn, o percentual de meninas entre 15 e 19 anos que engravidam no Brasil é muito mais alto que o relatado nas escolas, entre 20% a 23%, chegando a 30% em alguns estados. Entre 10% a 15% dessas meninas que engravidam são vítimas de violência e abuso sexual, ressaltou ela.
Cigarro, álcool e drogas ilícitas
Mais da metade dos estudantes do nono ano (55,5% ou 1,5 milhão) já havia consumido uma dose de bebida alcoólica alguma vez, percentual superior ao observado em 2012 (50,3% ou 1,6 milhão). No conjunto de estados e municípios das capitais, com maior e menor percentual de escolares do 9º ano que já experimentaram uma dose de bebida alcoólica, estão Rio Grande do Sul (68,0%) e Amapá (43,8%), Porto Alegre (74,9%) e Macapá (43,5%).
A proporção dos estudantes do 9º ano que já experimentou drogas ilícitas também subiu em relação a 2012, ao passar de 7,3% (230,2 mil) para 9% (236,8 mil ). Ainda segundo a pesquisa, em relação ao consumo atual de álcool e drogas ilícitas, respectivamente, 23,8% (626,1 mil) e 4,2% (110,5 mil) dos estudantes do 9º ano tinham feito uso dessas substâncias nos últimos 30 dias antes da pesquisa.
No que se refere à experimentação do cigarro, ela tem um crescimento relativo de aproximadamente 53,0% entre as duas faixas de idade analisadas. No grupo etário de 13 a 15 anos, a experimentação é de 19,0%, chegando a pouco mais de 29,0% entre os escolares na faixa etária de 16 a 17 anos.
No grupo de idades de 16 a 17 anos, 10% dos escolares experimentaram cigarros antes dos 14 anos de idade, aproximadamente 8% consumiram cigarros pelo menos uma vez nos últimos 30 dias anteriores à pesquisa, 53% estiveram em presença de pessoas que faziam uso de cigarros e em torno de 24% possuíam pais fumantes.
Quanto ao consumo de outros produtos do tabaco, pouco mais de 8% dos escolares de 16 a 17 anos de idade declararam fazer uso.
Na faixa etária de 16 a 17 anos, 73% dos escolares já experimentaram uma dose de bebida alcoólica. Pouco mais de 21% tomaram a primeira dose de bebida alcoólica com menos de 14 anos de idade e cerca de 60% possuíam amigos que consomem bebidas alcoólicas.
O indicador de consumo atual de bebida alcoólica, considerando as duas faixas de idade analisadas, cresceu 56,5%, passando de pouco mais de 24,0% entre os escolares de 13 a 15 anos de idade para quase 38,0% no grupo etário de 16 a 17 anos.
Bebidas
Em torno de 37% dos escolares de 16 a 17 anos de idade já sofreram com episódios de embriaguez e aproximadamente 12% deles tiveram problemas com família ou amigos porque haviam bebido.
Evelyn ressaltou que o uso de substâncias psicoativas na fase de crescimento e desenvolvimento do cérebro prejudica o desenvolvimento do adolescente.
“A pior droga do Brasil é o álcool. Esse uso é um fenômeno cultural e de marketing. Para você ser homem tem que ficar bêbado, como se fosse um ritual de passagem. Fora os patrocínios de bebidas alcoólicas em festas para jovens”, comentou ela.
“O Brasil precisa realmente de programas de educação em saúde com metodologias apropriadas para o adolescente. Além de vigilância, pois qualquer botequim ou posto de gasolina vende cerveja para adolescentes”.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Equipe Juvenil da EEPJA se classifica para as semifinais nos JERNS 2016


A equipe juvenil de futebol de campo da E E Pe José de Anchieta encerra sua primeira fase na competição com de forma gloriosa. O time vence sua quarta partida e não leva nem um gol. Hoje os bravos meninos do caju goleou O Centro Integrado Eliseu Viana por 4x0. Os gols foram dois de Thiago Araujo e dois de Severo.

O time serrano está classificado para as semifinais invicto e enfrenta amanhã as 7:30 h o Centro Educacional Jerônimo Rosado no Nougueirão.

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Equipe Juvenil de Futebol da EEPJA goleia a E E Aída Ramalho


A equipe juvenil de futebol de campo da E E Pe José de Anchieta jogou ontem, 18, as 15 horas, no Estádio Leonardo Nougueira "Nogueirão" com a E E Cortez Pereira Aída Ramalho. 

A equipe Serrana venceu o adversário por 5x0. Os gols foram três de Rafael Nobre, um de Sávio Linhares e outro de Sávio Zacarias.

A equipe é comandada pelo prof. John Deohn.

Na próxima semana a equipe ainda em dois jogos para fechar a primeira fase.

Mossoró vai se transformar na capital nordestina do livro


Já está em ritmo de finalização o trabalho de montagem da 12ª Feira do Livro de Mossoró, que irá acontecer no Expocenter, no período de 17 a 21 deste mês. Com uma programação que reúne no mesmo palco escritores do Rio Grande do Norte e de outros estados do Brasil, a Feira terá na sua noite de abertura um dos maiores nomes do romance policial brasileiro, o autor gaúcho João Gilberto Noll. Com 13 livros publicados e cinco Prêmios Jabuti, ele terá na mesa a companhia de Leila Tabosa, professora de literatura da UERN.
Com um público estimado em 60 mil pessoas, a Feira do Livro de Mossoró já conquistou seu espaço entre os principais eventos literários do país e o maior do interior do Nordeste, ficando atrás apenas das bienais de Salvador, Recife e Fortaleza.
A programação inteira terá mais de cem horas de atividades com acesso livre e gratuito. A 12ª Feira do Livro de Mossoró tem o patrocínio da Cosern e Governo do Rio Grande do Norte, através da Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Equipe Juvenil de Futebol de Campo da EEPJA estreia com goleada


A equipe juvenil  de futebol de campo da E E Pe José de Anchieta estreou ontem nos Jogos Escolares do Estado do Rio Grande do Norte no Estádio Leonardo Nogueira "O Nogueirão" em Mossoró/RN, as 14:30 h, contra a equipe da E E José Gonçalves.

A equipe do Pe Anchieta é formada pelos atletas:Edigleison Marinho, Fellipe Rafael, Cleiton Wesley, Allex almeida, António Messias, Sávio Linhares, Sávio Zacarias, Wandson Thiago, Severino, Jonas Moura, Rafael Nobre, Jonas Oliveira, Douglas Soares, Erik Maranhão, Alex Nobre, Antonio Marcos, Marcos Antonio, João Víctor, Cleilton Galdino e Allan.

O time serrano venceu o time da E E José Gonçalves por 8x0. Os gols foram três de Sávio Linhares, dois de Rafael Nobre, dois de Severino e um de Thiago Araujo.

a próxima partida será amanhã, dia 18, as 15 horas contra a equipe do Aída Ramalho no Nogueirão em Mossoró/RN.