Frase da Semana:

Seu Portal de Informação Sobre Educação!

“Não basta ser apenas professor, é preciso ser mestre na arte de ensinar". (Autor Desconhecido)

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Conselho Escolar da EEPJA convida comunidade escolar para renovação dos seus membros


O Conselho Escolar da E E Pe José de Anchieta convida todos os estudantes, professores, funcionários e pais/responsáveis para uma Assembleia Extraordinária que realizar-se-á no dia 24 de abril, (hoje) as 16 horas em primeira convocação e as 16:30 horas em segunda convocação, no espaço de convivência da referida escola.

Na oportunidade será renovada os membros do Conselho de Escola, de acordo com os seguimentos - Estudantes, Pais, Professores e Funcionários. 

Saiba como o novo sistema de identidade única funcionará no Brasil

O projeto de lei que visa a criação de uma identidade única já foi aprovado pelo Congresso e deverá valer no país após sanção do presidente Michel Temer. O novo sistema de identificação substitui documentos como RG, CPF, CNH e título de eleitor.
De acordo com a Folha de S. Paulo, o Documento de Identificação Nacional vai unificar diversos documentos brasileiros. O CPF será utilizado como base para identificação e vai funcionar por meio de dados biométricos, colhido eletronicamente. A partir desta etapa, não será mais necessário apresentar outros documentos, como a Carteira Nacional de Habilitação ou o título de eleitor.
O documento poderá ser emitido pela Justiça Eleitoral e outros órgãos, caso o TSE autorize. A impressão será de responsabilidade da Casa da Moeda.

domingo, 23 de abril de 2017

Tensão com a Coreia do Norte: O mundo pode estar próximo da 3ª Guerra Mundial?

A tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte aumentou recentemente, com agressões e advertências verbais, além de alguns movimentos militares, o que gerou uma preocupação sobre uma nova crise entre duas potências nucleares.
Veículos de comunicação como o jornal americano The New York Times e o britânico The Guardian chegaram a citar a possibilidade de um conflito e compararam o momento atual como a Crise dos Mísseis de Cuba, de 1962. Afinal, seria essa a crise nuclear mais preocupante em 50 anos?  
Há um consenso de que a solução militar não seria a melhor para as diferenças entre os dois países e que, assim como fizeram soviéticos e americanos há quase 55 anos, Donald Trump e Kim Jong-un resolverão seus problemas na mesa de negociações.

O conflito

A crise atual se intensificou em 8 de abril, quando, após um teste de míssil frustrado pela Coreia do Norte, Trump disse ter enviado uma "armada muito poderosa" para a península coreana, uma referência ao porta-aviões USS Carl Vinson e a um grupo tático. 

Por sua vez, o Exército norte-coreano exibiu no último fim de semana seu arsenal militar e tentou fazer um novo teste de mísseis de médio alcance. O exercício falhou novamemnte - o dispositivo explodiu pouco após o lançamento.
Estava marcado para o mesmo dia o início de uma visita do vice-presidente americano, Mike Pence, à Ásia, que tem a Coreia do Norte como um dos principais temas de sua agenda. "A era da paciência estratégia (com Pyongyang) terminou", disse ele na segunda-feira, em visita à Coreia do Sul.
A resposta da Coreia do Norte foi breve, vinda de um alto diplomata do país: "Se os Estados Unidos planejam uma ofensiva militar, vamos reagir com um ataque nuclear preventivo".
A escalada de tensão alcançou um nível já considerado por alguns como a maior ameaça nuclear em 50 anos. O The New York Times classificou como uma "Crise dos Mísseis de Cuba em câmera lenta". "Quando as ambições nacionais, o ego pessoal e um arsenal mortífero se misturam, as possibilidades de erro de cálculo se multiplicam", disse o jornal .
Já o The Guardian afirmou que "nesse momento, a maioria das armas nucleares do mundo estão nas mãos de homens para quem a ideia de usá-las está se tornando factível", numa referência a Jong-um, Trump e o presidente russo, Vladimir Putin.
Em Cuba, o episódio é lembrado como a "Crise de Outubro". No dia 15 deste mês em 1962, um avião espião dos EUA descobriu instalações na ilha que pareciam corresponder a mísseis nucleares de médio alcance, o que fez o governo de John F. Kennedy cercar Cuba imediatamente, enquanto navios soviéticos avançavam rumo à ilha.
Entre 22 e 27 de outubro daquele ano, o mundo experimentou o que era sentir-se à beira de uma guerra nuclear. Finalmente, negociações entre Moscou e Washington permitiram que o arsenal nuclear instalado na ilha voltasse à Rússia, enquanto um furioso Fidel Castro culpava os soviéticos de terem negociado pelas suas costas.
O prêmio Nobel da Paz e físico a favor do desarmamento nuclear Joseph Rotblat qualificou a crise dos mísseis como "o momento mais aterrorizante" da sua vida. Seria a crise atual o momento mais crítico desde então?

Sobrevivência

Para Bates Gill, especialista em relações entre Estados Unidos e Ásia da Universidade Nacional da Austrália, trata-se de um pico da tensão nuclear em décadas.
"A situação mudou drásticamente nos últimos três anos por causa do desenvolvimento de armas nucleares pela Coreia do Norte, e isso pede uma abordagem diferente, com urgência", afirma ele, para quem "a expectativa da administração Trump de esperar que a Coreia do Norte se desfaça de seu arsenal nuclear claramente não funcionou".
Em contrapartida, Robert Einhorn, especialista em segurança e política externa do Instituto Brookings, de Washington, afirma que hoje nos encontramos "muito longe de estar à beira de um confronto nuclear como em 1962". "Não é tão preocupante como muitos dizem, mas a situação é claramente tensa por causa das declarações da Coreia do Norte", diz.
Aviões americanos se aproximavam de navios russos durante a Crise dos Mísseis em Cuba
Aviões americanos se aproximavam de navios russos durante a Crise dos Mísseis em Cuba
Foto: Getty Images / BBCBrasil.com
Ainda que não acredite na possibilidade de uma guerra nuclear, Einhorn afirma que "será muito difícil que o governo de Trump convença os norte-coreanos a eliminarem seu programa nuclear". O especialista afirma que, para Pyongyang, essas armas são consideradas garantias da sobrevivência do regime.
Apesar de afirmar que o momento atual reflete a maior tensão entre as duas potências em décadas, Gill diz que a crise diplomática não se resolverá com mísseis por duas razões: as declarações do governo de Trump e a pressão que a China pode exercer sobre Pyongyang.
"Duvido de uma guerra nuclear. O governo Trump vem declarando querer esgotar todos as vias diplomáticas e pacíficas. A opção militar seria a última, a menos que exista uma ameaça iminente."
Depois da crise em Cuba, Estados Unidos e União Soviética só voltaram a acender o sinal de alerta nuclar em 1983, com uma série de exercícios militares da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), tidos pela Rússia como um possível ataque atômico. Soviéticos preparam mísseis e alertaram suas bases na Alemanha Oriental e na Polônia.
O incidente teve uma repercussão menor que a crise cubana, mas ainda é considerada por historiadores como a maior relacionada a armas nucleares desde 1962 - até agora.

Morre o empresário e ex-reitor da UERN Milton Marques


O Governo do Estado do Rio Grande do Norte se solidariza com todos os mossoroenses pelo falecimento do médico, empresário e ex-reitor da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), Milton Marques de Medeiros, na tarde de hoje.
 O empresário foi um grande defensor do desenvolvimento do Estado, em especial da Região Oeste, empreendedor de destaque e visionário, tendo sido o fundador do Sistema Oeste de Comunicação, marco importante para a cidade e região. Milton Marques parte deixando serviços prestados a todo o RN.
O Governo do RN, por meio do governador Robinson Faria, lamenta a perda e manifesta sua solidariedade à família do ex-reitor Milton Marques e a todo o povo de Mossoró.

Refrigerante diet pode aumentar risco de AVC e demência


Pessoas que ingerem bebidas e refrigerantes diet diariamente são mais propensas a sofrer acidente vascular cerebral (AVC) ou desenvolver demência (como o Alzheimer). De acordo com estudo realizado pela Universidade de Boston e publicado recentemente na revista científica Stroke, a ingestão de apenas uma lata da bebida adocicada artificialmente por dia pode corresponder a um aumento de quase três vezes na propensão de desenvolver os problemas.
A pesquisa coletou dados de mais de 4.000 pessoas, divididas em dois grupos, por mais de 10 anos. O primeiro time era composto por 2.888 pessoas com mais de 45 anos (que foram estudadas para o caso do desenvolvimento de AVC), e o segundo contava com 1484 pessoas acima de 60 anos (estudadas para o risco de demência). As informações foram obtidas por meio de questionários feitos pelo projeto Framingham Heart Study (FHS), da própria universidade.
O estudo, liderado por Matthew Pase, do departamento de neurologia da Boston University School of Medicine e pesquisador do FHS, investigou a quantidade de bebidas diet e normal ingerida por cada participante entre 1991 e 2001. Esses dados foram comparados com o número de pessoas que, no mesmo período, sofreu algum derrame ou apresentou demência. O pesquisador encontrou foi que, neste intervalo, houve 97 casos de AVC e outros 81 de demência.
“É importante mencionar que ainda é prematuro afirmar, apenas com base em nossos estudos, que existe uma relação de causa e efeito entre a ingestão dessas bebidas e o desenvolvimento de AVC ou demência. De qualquer forma, nós aconselhamos as pessoas a serem mais cautelosas com o consumo destas bebidas”, afirma Pase. Ainda segundo o pesquisador, mais investigações são necessárias para delinear quais são os efeitos das bebidas adocicadas artificialmente no cérebro.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Renan Potiguar fecha contrato com o Itaboraí, no Rio

O Itaboraí apresentou nessa segunda feira a contratação de dois jogadores, são eles: o volante Rômulo de 25 anos e o atacante Renan Potiguar de 27 anos. Ambos já treinaram com bola e estão a disposição do treinador Leandro Simpson, eles chegam para brigar pela vaga de titular e ajudar o clube no seu principal objetivo nessa temporada que é o acesso a elite do futebol estadual, porém o Itaboraí disputa também a Copa Rio, competição que da vagas a Série D do Brasileiro e a Copa do Brasil. 
Com experiência de já ter disputado algumas vezes a Série A do estadual, Rômulo chega para reforçar o meio campo do Itaboraí, após cinco temporadas na equipe do Friburguense, já Renan Potiguar, um dos destaques em campanhas passadas do Tigres do Brasil na competição, retorna ao futebol Carioca após passagens por: Potiguar, ASSU, Sousa-PB, Rio Branco-PR e Al Jazira-UAE.
Mesmo sem o investimento e incentivo da Prefeitura de Itaboraí nessa temporada, coisa que aconteceu nos anos anteriores, a diretoria do ADI vem conseguindo buscar bons reforços para essa temporada, afim de brigar pelo acesso novamente, como aconteceu na temporada passada. Com patrocinadores remanescentes do ano passado, quando a prefeitura incentivou as empresas a investirem no Clube, a diretoria vai se virando como pode para montar uma equipe competitiva, e pelo visto vai conseguindo.

Jogo Treino

Alguns testes já foram feitos com essa equipe do ADI, um deles foi o jogo treino contra a ADM de Niterói, aonde a Águia Alvianil venceu por 3x1. Os treinamentos da equipe são feitos em vários locais, segundo Caio Tércio, vice presidente do ADI, não se tem um local estabelecido para os treinamentos, cada dia se realiza num local diferente, quando questionado o porquê, ele não respondeu a nossa equipe.

Velhos Conhecidos

Alguns nomes no plantel da equipe, são velhos conhecidos da torcida Barra Brava do ADI, como Edu, grande ídolo da equipe, Léo Sabino, o xodó da torcida e Neuhaus, eleito um dos melhores zagueiros da última Série B. Outros nomes chegaram de clubes rivais, como Julio César(goleiro), ex Gonçalense e Dieguinho(volante), também ex Gonçalense. Já outros jogadores vem da base do ADI, como os goleiros Serjão e André Stov.

A torcida do Itaboraí está anciosa pela estréia do time, que acontecerá no dia 13 de maio as 15 horas, contra o Barra Mansa no Estádio Leão do Sul.

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Comissão de Educação define pauta para discutir base curricular

A Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer da Câmara de Mossoró, presidida pelo vereador Professor Francisco Carlos (PP), definiu, em reunião, nesta sexta-feira, 7, calendário de atividades e temas relativos ao movimento educacional, a serem debatidos nos próximos meses. As primeiras ações estão previstas para o início de maio, com discussão em torno da reforma do Ensino médio.
Os membros da comissão definiram ainda a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e a Escola sem Partido como assuntos a serem debatidos nos meses de junho e julho.
“Entendemos que estes são temas que dizem respeito ao movimento educacional e precisam ser mais explorados e discutidos junto à sociedade e representantes da educação. Os próximos encontros da comissão contemplam esse objetivo”, opinou Francisco Carlos.
Projetos
No encontro desta sexta-feira também foram apresentados 21 projetos que já tramitam na comissão e que serão debatidos e apreciados por seus integrantes. Um exemplo é o projeto de autoria do vereador Francisco Carlos, que prevê a abertura de escolas e ginásios poliesportivos aos finais de semana para a prática de atividades esportivas e sociais nas comunidades.
Participaram da reunião as representantes da educação municipal Maria Gorete Silva, coordenadora de Planejamento e Avaliação, Gilneide Maria de Oliveira, coordenadora Pedagógica do Ensino Fundamental e Selma Andrade, coordenadora Pedagógica de Educação especial. Além dos vereadores Aline Couto e Didi de Arnor.

Governo do RN convoca quase 800 novos professores efetivos

O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação e da Cultura, convocou 797 professores para compor o quadro efetivo da Rede Estadual de Educação. A lista dos convocados está publicada no Diário Oficial deste sábado (8). Com a publicação chegou a 4.200 o números de profissionais convocados desde o início de 2015.
Os professores, que serão encaminhados para as escolas espalhadas por todo o RN, atuarão em várias áreas do conhecimento, como linguagem, matemática, ciências da natureza e humanas, na educação especial, e terão 30 dias para se apresentar, contando a partir da data de nomeação.
O governador Robinson Faria, que fez o anúncio da convocação durante evento de lançamento do portal Simais, dos Sistemas Articulados de Ensino e do programa Jovem de Futuro, na quinta-feira (6), reafirmou o compromisso com a educação do estado. “A convocação dos quase 800 professores fortalece ainda mais o que fizemos e estamos fazendo para garantir uma edução pública de qualidade. Fomos um dos primeiros estados implantar o piso nacional do Magistério, concedemos reajuste nos vencimentos básicos, desenvolvemos o Plano Estadual de Educação e entregamos os Centros de Educação Profissional”, disse o governador, lembrando também a finalização da obra do campus da UERN, depois de sete anos, e da construção de 10 novas escolas estaduais, além da reforma de 50 outras unidades.
A titular da educação, professora Cláudia Santa Rosa, lembra do esforço da atual gestão estadual para qualificar o ensino e promover o direito à aprendizagem, cumprindo compromissos com o professor: “Essa convocação consolida um árduo trabalho que o Governo do RN vem realizando para melhorar a qualidade do ensino nas escolas estaduais. Com essa última lista de nomeados, só na gestão do governador Robinson Faria, são mais de 4200 professores convocados. Um número que mostra o compromisso com o cumprimento das metas da educação. O professor é essencial no processo educacional”.
Os candidatos devem comparecer às sedes das respectivas Diretorias Regionais de Educação e da Cultura (Direcs) portando os seguintes exames médicos necessários: atestado de sanidade mental, válido por trinta dias; hemograma; glicemia em jejum; sumário de urina com sedimentoscopia; parasitológico de fezes.
Esses documentos devem ter validade de 90 dias. As candidatas gestantes devem apresentar laudo de ginecologista atestando estar isentas dos exames de radiologia. Os professores devem também portar com validade de 6 meses documentos de eletrocardiograma com parecer de um cardiologista, e o raio-x do tórax em PA e Perfil com laudo de um radiologista.
Os candidatos com idade igual ou superior a 45 anos do sexo masculino devem apresentar dosagem PSA; citologia oncótica para candidatos do sexo feminino, com parecer de médico ginecologista; mamografia para o sexo feminino com idade igual ou superior a 45 anos com parecer de médico mastologista.
Também é exigido dos candidatos o diploma de conclusão de curso com habilitação para o cargo, devidamente registrado por órgão competente, e os documentos pessoais: cópia de cédula de identidade, cópia de cadastro de Pessoa Física – CPF, comprovante de residência, cópia do título de eleitor e declaração de quitação eleitoral, cópia da certidão de reservista (sexo masculino), cópia de CTPS – Carteira de Trabalho e Previdência Social (página com foto – frente e verso e todos os contratos de trabalho assinado  e a seguinte em branco, cópia do PIS ou PASEP, cópia de certidão de nascimento ou casamento, atestado de saúde ocupacional habilitando o candidato para o exercício do cargo expedido por Junta Médica Oficial.
Devem também apresentar o número da conta bancária e agência em nome do titular da conta (conta do Banco do Brasil), certidão negativa de antecedentes criminais expedidas pelas Justiça estadual e federal, assim como, pela Polícia Civil da localidade em que o candidato possuir residência nos últimos cinco anos, e cópia da carteira de inscrição no Conselho Regional de Educação Física para os convocados de Educação Física.

terça-feira, 4 de abril de 2017

Restaurantes populares poderão abrir aos sábados

A deputada estadual Larissa Rosado (PSB) solicitou ao Governo do Estado, através de requerimento, que os restaurantes populares do RN sejam abertos aos sábados.
O Restaurante Popular é uma política de segurança alimentar e nutricional de extrema importância para a população de menor poder aquisitivo, garantindo às pessoas uma refeição diária saudável e com alto valor nutritivo ao custo simbólico de R$ 1.
Além disso, os beneficiários dos restaurantes populares são formados, em sua maioria, por trabalhadores formais e informais de baixa renda, desempregados, estudantes, aposentados, moradores de rua e famílias em situação de risco de insegurança alimentar e nutricional, cuja principal refeição do dia é realizada nestes estabelecimentos.
“É de extrema importância e relevância social a extensão desses serviços para os sábados em todas as unidades, subsidiando de modo mais efetivo as ações de combate a fome”, sugere Larissa.
Corpo de Bombeiros
Larissa também requereu a aquisição de Carro de Bombeiros modelo Auto Hidro-Químico ou similar, para servir à Unidade de Bombeiros de Mossoró, responsável pelo atendimento de 26 municípios, além da recuperação dos veículos que estão com problemas.
Segundo a parlamentar, o Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte, em sua Unidade Mossoró (2º SGB/2ºGB), conta com apenas um veículo em pleno funcionamento e um outro precisando de conserto urgente.
“Ainda que estejam os dois em funcionamento, não há uma cobertura total ás 26 cidades que dependem dos serviços dessa Unidade, visto que os dois veículos apenas utilizam água para conter incêndios e, na verdade, a água serve para debelar alguns tipos de incêndios, mas é prejudicial na contenção de outros tantos”, explica.

Tribunal Superior Eleitoral abre nesta terça-feira julgamento da chapa formada por Dilma e Temer

Em meio a um clima de grande expectativa, o País acompanha a partir desta terça-feira, 4, no Tribunal Superior Eleitoral, o início do julgamento da chapa Dilma/Temer. A sessão será aberta às 9hs. Vencedora da eleição presidencial de 2014, a aliança PT/PMDB é acusada na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) 194358 por abuso de poder político e econômico.
A ação foi ajuizada em 18 de dezembro de 2014 pelo Diretório Nacional do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e a Coligação Muda Brasil (PSDB/DEM/SD/PTB/PMN/PTC/PEN/PTdoB/PTN), que pede a cassação da chapa. Além da ex-presidente Dilma (PT) e do presidente Michel Temer (PMDB), a ação foi proposta contra a Coligação Com a Força do Povo (PT/PMDB/PDT/PCdoB/PP/PR/PSD/PROS/PRB) e os Diretórios Nacionais do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB).
Os ministros da Corte Eleitoral marcaram para esta semana quatro sessões plenárias exclusivas para o exame do processo. São duas ordinárias e outras duas extraordinárias.
Nesta terça, haverá uma sessão extraordinária às 9hs e uma ordinária a partir das 19hs.
O julgamento prossegue na quarta-feira, 5, às 19hs, com uma sessão extraordinária. Na quinta-feira, 6, somente será realizada a sessão ordinária, às 9hs.
O rito da ação no Plenário seguirá a mesma metodologia adotada nos processos julgados nas sessões do Tribunal.

Segundo informações do TSE, na condição de relator, o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Herman Benjamin, deverá começar o julgamento com a leitura do relatório da ação, que traz um resumo das diligências feitas, dos depoimentos e provas coletados, das perícias, e das providências solicitadas pelo relator durante a fase de instrução processual.
Em seguida, o presidente da Corte Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, dará a palavra, da tribuna, aos advogados de acusação e aos de defesa das partes envolvidas na ação, nessa ordem. Logo após, será facultada pelo presidente a palavra ao representante do Ministério Público Eleitoral para as suas argumentações.
O regimento da Corte, na Resolução 23.478 de maio de 2016, em seu artigo 16, inciso I, diz que o prazo para as partes fazerem sustentação oral é de 15 minutos nos feitos originais.

Encerradas essas etapas, Herman Benjamin apresentará o seu voto na Ação.
Na sequência votam os ministros Napoleão Nunes Maia, Henrique Neves, Luciana Lóssio, o vice-presidente do TSE, Luiz Fux, depois Rosa Weber e, por último, o presidente Gilmar Mendes, conforme prevê o parágrafo único do artigo 20 do Regimento Interno do TSE.
Tramitação. Em seu site, o Tribunal Superior Eleitoral narrou com detalhes o passo a passo do processo contra a chapa Dilma/Temer. A ação foi autuada e distribuída para o relator, o então ministro da Corte e corregedor-geral da Justiça Eleitoral, João Otávio de Noronha, no dia 18 de dezembro de 2014.
Já em junho de 2015, foram realizadas as primeiras oitivas de testemunhas. Os depoimentos servem de suporte para a análise da ação por parte do ministro relator e a elaboração do seu relatório e voto.
Com o término do mandato do ministro João Otávio de Noronha no TSE, no dia 16 de outubro de 2015, a Ação de Investigação Judicial Eleitoral 194358 foi redistribuída à ministra Maria Thereza de Assis Moura, nova corregedora-geral da Justiça Eleitoral.
No dia 17 de março de 2016, o então presidente do TSE, ministro Dias Toffoli, determinou a unificação da tramitação das quatro ações que pedem a cassação dos mandatos de Dilma Rousseff e Michel Temer. São elas: Aije 194358, Aije 154781, Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (Aime) 761 e Representação (RP) 846. Antes da decisão, a RP 846 era relatada pelo ministro Luiz Fux.
Toffoli entendeu que, por tratarem do mesmo tema, os processos deveriam ser reunidos, na Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, ’em prol da racionalidade e eficiência processual, bem como da segurança jurídica, uma vez que tal providência tem o condão de evitar possíveis decisões conflitantes’.
Em decisão monocrática publicada no dia 22 de abril de 2016, Maria Thereza determinou perícia contábil nas empresas Focal Confecção e Comunicação Visual Ltda., Gráfica VTPB Ltda., Editora Atitude, Red Seg Gráfica e Editora e Focal Confecção e Comunicação Visual Ltda. A diligência se limitou aos fatos relacionados ou úteis à campanha eleitoral de 2014 de Dilma Rousseff e Michel Temer.
No dia 31 de agosto de 2016, com o fim do mandato da ministra Maria Thereza no TSE, a ação foi redistribuída ao ministro Herman Benjamin, empossado corregedor-geral da Justiça Eleitoral.
Em março de 2017, foram realizadas acareações entre algumas das testemunhas que prestaram depoimento no TSE. No dia 21 de março, a Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral anunciou o encerramento da fase de instrução da Aije.
No dia 27 de março, o corregedor-geral, ministro Herman Benjamin, encaminhou à Presidência do TSE e aos demais ministros da Corte o relatório complementar e final da Aije nº 194358.