Frase da Semana:

Seu Portal de Informação Sobre Educação!

“Não basta ser apenas professor, é preciso ser mestre na arte de ensinar". (Autor Desconhecido)

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Família EEPJA em luto!


Nossa Homenagem

Uma pessoa especial foi embora

Uma pessoa especial deixou este mundo e o tornou mais cinzento com sua despedida. Pessoas assim jamais deveriam partir.

Agora tudo é triste, as lágrimas caem sem aviso e a esperança parece menor. Mas a verdade é que a vida continua e aqueles que amamos continuam vivos através de nós.

Não podemos desistir, jogar fora toda alegria e fechar as portas a todos os sorrisos. É preciso ter fé no amanhã e aceitar os desígnio de Deus.

Não é fácil, mas é o único caminho para retomar a alegria de viver. Temos de ser fortes, arrumar uma nova forma de enxergar a vida. Porque o luto é eterno quando o amor é infinito. Força.

É com muito pesar que informamos sobre a morte da nossa estudante Joany. A sua morte nos pegou de surpresa e o levou de nós repentinamente. Neste momento de dor e consternação, só nos cabe pedir a Deus que lhe ilumine e lhe dê paz, e que Deus dê conforto à sua família para que possam enfrentar esta imensurável dor com serenidade.

E neste momento de dor e perca irreparável, nos solidarizamos com a família enlutada e suspendemos as AULAS da segunda feira, 8 para que todos os amigos, colegas, professores e funcionários da Família EEPJA, possa se despedir e prestar suas últimas homenagens.

Empreendedorismo e investigação científica farão parte do ensino médio


O novo ensino médio terá formação mais voltada para o empreendedorismo, a investigação científica, os processos criativos e a mediação e intervenção sociocultural.
Estes são os eixos que vão orientar os chamados itinerários formativos, ou seja, as atividades que os estudantes poderão escolher. O modelo deverá ser implementado nas escolas públicas e privadas do país até 2021.
Isso significa que, ainda no ensino médio, os estudantes poderão, por exemplo, aprofundar os conhecimentos referentes ao mundo do trabalho e à gestão de empreendimentos.
Além disso, os estudantes deixarão a escola sabendo mediar conflitos e propor soluções para questões e problemas socioculturais e ambientais identificados em suas comunidades.
Os eixos que servirão de referência para a estruturação dos itinerários formativos estão em portaria publicada nesta sexta-feira (5) pelo Ministério da Educação (MEC). Os referenciais foram definidos pela gestão passada da pasta e já estavam disponíveis na internet desde o fim do ano passado. Agora, foi feita a publicação oficial.
Formação pela BNCC
No novo ensino médio, os estudantes de todo o país terão formação semelhante, orientada pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Em um ensino médio com 5 horas diárias de aulas, essa parte ocupará 60% dos três anos de formação, o equivalente a pouco mais que um ano e meio. No tempo restante, os estudantes poderão aprofundar os estudos em itinerários nas áreas de linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas ou ensino técnico.
Os referenciais publicados na semana passada servirão para orientar a elaboração dos itinerários formativos. Pelo texto, cada um dos itinerários deverá abordar pelo menos um dos eixos estruturantes, podendo abarcar inclusive os quatro. Ou seja, um estudante que optar por fazer, ainda no ensino médio, um curso técnico em informática, poderá aprender questões ligadas a processos criativos dentro da própria área, como fazer uma investigação científica relacionada à informática e assuntos afins e como empreender com o que aprendeu.
“A intenção é que a partir de 2021, as novas turmas do ensino médio entrem nas redes, sejam públicas ou particulares, em um novo ensino médio, mais antenado como a garotada, com esses jovens que hoje estão na escola. Isso é muito importante”, disse a ex-secretária de Educação Básica do MEC Kátia Smole, que coordenou a elaboração dos referenciais.
Implementação
A publicação dos referenciais era a etapa que faltava para que as redes de ensino elaborassem os currículos do ensino médio. Na rede pública, isso caberá aos estados, responsáveis pela maior parte da oferta da etapa de ensino no país.
“A parte comum [que deverá ser baseada na BNCC] é mais fácil para nós. Estamos nos organizando. Os itinerários são coisas que nunca fizemos. Os eixos estruturantes vão dar um norte para que possamos escrevê-los”, ressaltou a presidente do Conselho Estadual de Secretários de Educação (Consed), Cecília da Motta.
Cada município deverá oferecer pelo menos dois itinerários formativos aos estudantes. No ensino médio regular, até 20% das aulas poderão ser a distância e, no noturno, até 30% poderão ser ofertadas nessa modalidade.
Segundo Cecília, os estados vão dialogar com os municípios para verificar as possibilidades de oferta em cada local. A escolha dos itinerários levará em conta, entre outros fatores, as áreas com maior empregabilidade em cada cidade. “Haverá município que poderá ofertar dois itinerários e outros que poderão ofertar mais. Vamos construindo devagar”, acrescentou.
A previsão é que todos os estados concluam até o fim do ano a elaboração dos currículos. No ano que vem, os professores serão formados para atuar no novo modelo, que chegará nas salas de aula em 2021.
Apoio do MEC
A construção e implementação dos currículos cabem prioritariamente aos estados, mas cabe ao MEC auxiliar os entes federativos para que o novo ensino médio saia do papel. O Conselho Nacional de Educação (CNE), que foi responsável pela aprovação tanto da BNCC quanto das diretrizes curriculares do ensino médio, também acompanha o processo.
“Faremos o acompanhamento, o apoio, para que essa implementação possa ser bem-sucedida em relação àquilo que está normatizado”, disse o conselheiro do CNE Eduardo Deschamps, que presidiu a comissão da BNCC no conselho.
“A expectativa é que, com a implementação do novo modelo, o ensino médio passe a fazer mais sentido e ser mais útil e adequado para os jovens, independentemente do caminho que eles queiram seguir. Se querem seguir para a universidade ou para o mundo do trabalho, que seja uma formação mais vinculada ao projeto de vida que eles têm”, acrescentou Deschamps.
Na semana passada, o MEC lançou o Programa de Apoio à Implementação da Base Nacional Comum Curricular, que prevê ações como produção de materiais, cursos e impressão de documentos para discussão e formação dos currículos.
Além disso, a pasta vai ofertar bolsas de estudos e pesquisas, considerando a disponibilidade orçamentário-financeira, para o acompanhamento da elaboração dos currículos e formação de professores.
As informações são da Agência Brasil

terça-feira, 2 de abril de 2019

Secretaria Municipal de Educação realiza I Fórum dos Conselhos Escolares da Serra do Mel


A Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e lazer realizou na última sexta feira 30/03 o primeiro Fórum dos conselhos escolares de Serra do Mel. 

O evento aconteceu na Escola Estadual Padre José de Anchieta ás 08 horas da manhã e contou com a presença do Promotor de Justiça da 4º comarca de Mossoró, Dr. Olegário Gurgel.

O trabalho tocante ao relatório anual dos conselhos escolares deu-se por recomendação Nº 002/2018/4 PJM. Assim, foram adotadas medidas necessárias para o bom funcionamento dos Conselhos Escolares, buscando à melhoria na qualidade da Educação Municipal.

O objetivo Principal do Fórum foi divulgar as informações relativas às políticas regulamentações e funcionamento do Conselho Escolar de Nosso Município.

A Secretária Milane Oliveira Azevedo também se fez presente, assim como os 7 representantes do Grupo Articulador de Fortalecimento dos Conselhos Escolares (Portaria Nº 04/2018). O resultado final do Fórum foi totalmente positivo, levando em conta que as medidas solicitadas foram quase todas atendidas, o montante de informações e ações colhidas repassadas foram totalmente satisfatórias.

A importância de um Fórum como esse é totalmente relevante para a melhoria da educação de Serra do Mel, medidas solicitadas e prontamente atendidas, dizem com total certeza que nossos profissionais da área da educação estão totalmente capacitados. Ressaltou a Secretária Municipal Milane Azevedo.



Professoras, Mães e Estudantes realizam a I Oficina Psicopedagógica da Serra do Mel


No último sábado, dia 30, foi realizado a 1° oficina psicopedagógica na Serra do Mel. Com o tema: Construindo possibilidades de aprendizagem para as pessoas com deficiência. A oficina foi realizada pela psicopedagoga Karythya Mayara. E ainda tivemos a presença encantadora do Guilherme, com seu livro "diário de um pré-adolescente autista". 

Esta oficina foi organizada por duas mães guerreiras, que lutam para que os direitos de seus filhos sejam percebidos, Madalena Dantas e Sandra Lucena. A oficina foi direcionada aos pais e profissionais da educação e saúde. 

Mais um grande passo foi dado em busca de conhecimento e fortalecimento da educação inclusiva em Serra do Mel. Dessa vez, não foi a equipe Inclusão em foco, não foi o legislativo que teve essa belíssima iniciativa, mas, foram as mães de crianças com deficiência do nosso município, em especial a grande mãe Madalena Dantas, a quem eu admiro. Admiro sua luta, sua força, sua garra.

Fico muito feliz por ter recebido o convite para participar deste momento. Pode contar comigo sempre que precisar, pois esta luta é nossa. Saiba que a equipe Inclusão em foco estará sempre lutando por nossa educação especial e inclusiva, conte conosco!

Hoje, me emocionei por diversas vezes. Primeiro na fala do meu amigo e vereador Thiago Freitas, não apenas por todas as palavras que ele falou, mas por perceber em cada palavra, algo concreto, real. O que ele estava falando não era da "boca para fora", ele é um dos poucos, ou melhor, acredito que o único que vejo lutando para que na Serra do Mel a inclusão seja fortalecida na prática. Obrigada, Thiago! Você me orgulha! Tenho orgulho em falar que você é meu amigo e que compartilhamos sonhos a quase uma década.

Outro momento emocionante da oficina foi quando Rosângela, mãe do Guilherme falou de sua luta. Você é exemplo de persistência e resistência. Busquei em suas palavras e nas palavras do Guilherme um motivo maior para prosseguir com minha profissão. Assim como a mãe do Guilherme não desistiu dele quando muitos não acreditavam por ele ter autismo, eu, enquanto professora, também não posso desistir de meus alunos por mais difícil que seja. 

Só quero dizer para aqueles que assim como nós deseja uma educação mais inclusiva em nosso município, que se una a nós para que juntos possamos fazer a diferença. Ah, não esquece que em breve teremos mais um grande momento em Serra do Mel. 

Todos pelo fortalecimento da inclusão! 

Texto e imagens extraído do facebook de Regina Kelly.

CRAS e Escolas realizaram Caminhada pela Paz e Combate ao Feminicídio


No último dia 28 de março, Os grupos de convivência do CRAS - Centro de Referência a Assistência Social do município de Serra do Mel/RN, em parceria com as Escolas Estadual Padre José de Anchieta e a Escola Municipal Vila Rio Grande do Norte, realizaram uma caminhada em favor da paz e ao combate ao FEMINICÍDIO, no município de Serra do Mel.


O movimento em favo da paz e contra o feminicídio foi o primeiro evento desta natureza no município. Foi um dia para lembrar de todas as pessoas da crescente onda de violência que assola as mulheres de nossa cidade. Este dia foi para lembar também que nossas mulheres serramelenses e brasileiras estão sendo agredidas, verbalmente e fisicamente, violentadas e assinadas de forma banal e cruel, foi pensando nisso que o CRAS e ACJSM - Associação Cultural dos Jovens de Serra do Mel - em parceria com as Escolas das rede estadual e municipal de ensino organizaram este evento, para falar sobre o feminicídio, chamar a atenção da sociedade e dos governantes para os números crescentes da violência contra a mulher.

É necessário que o poder público tomem as providências para punir os agressores e assassinos, que trabalhem políticas públicas de apoio as vítimas e as famílias das mesmas e garanta a segurança de todos os cidadãos.

E na caminhada a população serramelense, usando sua camiseta branca, foi as ruas com o mesmo sentimento de empatia e num mesmo grito entoou "Estamos aqui pelos que se foram e estamos aqui para que outros e outras não se vão também". Muitos jovens desfilaram com cartazes que foram confeccionados durante a semana com várias frases que chamaram a atenção do povo e gritaram muitas vezes "Hinara Presente", a última jovem assassinada no município.

A comissão organizadora conclui que o evento foi um sucesso absoluto e que acredita no despertar de consciência na população para que dia melhores e seguros virão e que a memória das Hinaras, Francineides, Marias, Mahins, Marielles e Malês da vida sejam lembradas e seus assassinos punidos.

Ingerir bebidas muito quentes aumenta risco de câncer em 90%


Beber mais de três xícaras de chá quente diariamente aumenta a probabilidade de aparecimento de câncer na garganta em 90%, alertam os especialistas.
E as más notícias não se restringem apenas ao consumo de chá. A ingestão de qualquer bebida extremamente quente, incluindo café ou leite, tem o mesmo efeito. Os cientistas alertam que o hábito duplica o risco de desenvolvimento de tumores.
Os líquidos quentes danificam o tubo alimentar, podendo assim contribuir exponencialmente para o desenvolvimento de câncer, segundo um novo estudo realizado por investigadores da Universidade de Teerã, no Irã.
Cientistas garantem que consumir apenas três xícaras de algum tipo de líquido quente – com temperaturas superiores a 60ºC – aumenta o risco de câncer em 90%.
O líder do estudo, o professor e cientistas Farhad Islami, aconselha que se espere até que a bebida esfrie um pouco antes de a consumir.
“Muitas pessoas gostam de beber chá ou café fervendo, todavia, e de acordo com a nossa pesquisa, consumir bebidas extremamente quentes pode aumentar o risco de ocorrência de câncer esofágico”, explica Islami.
A comunidade médica alerta que os números relativamente a esse tumor estão subindo rapidamente, em cerca de 60% para os homens nos últimos 30 anos e em cerca de 10% em mulheres no mesmo período de tempo.
Os cientistas acreditam que o calor danifica o esôfago provocando a inflamação dos tecidos e dos órgãos e danos no DNA – o que pode levar a produção de agentes cancerígenos.
Os sintomas de câncer de garganta incluem dificuldade em engolir, indigestão persistente, perda de apetite e dor na parte superior do estômago, no peito e nas costas.

quarta-feira, 27 de março de 2019

Anticoncepcional masculino passa em testes iniciais nos Estados Unidos


Cientistas americanos anunciaram nesta terça-feira, 26, que um anticoncepcional masculino passou nos testes iniciais de segurança humana. A notícia foi divulgada durante o Endocrine 2019, encontro anual médico realizado em Nova Orleans, nos Estados Unidos. Pesquisadores da Universidade de Washingtons e da La BioMed estão liderando os estudos.
Atualmente, as únicas opções contraceptivas para os homens são preservativo ou vasectomia. A nova pílula foi criada para ser consumida uma vez ao dia, como alguns medicamentos femininos, e contém hormônios desenvolvidos para impedir a produção de espermatozoides. Apesar do avanço, o anticoncepcional pode demorar mais de uma década para chegar ao mercado, isso se continuar sempre aprovado nos testes laboratoriais.
A pílula feminina surgiu em 1960 e foi considerada uma revolução no controle de natalidade. Para os homens, o grande desafio dos cientistas é garantir que a diminuição na produção dos espermatozoides não diminua o desejo sexual ou comprometa a ereção.
Mesmo assim, os cientistas de Washington estão muito otimistas de que conseguirão concluir um contraceptivo eficiente, pois 40 homens participaram dessa primeira etapa e os resultados foram promissores. “Nossos resultados sugerem que esta pílula, que combina duas atividades hormonais em uma, diminuirá a produção de espermatozoides preservando a libido”, afirma Christina Wang, uma das médicas pesquisadoras envolvidas com os estudos.

Identidade biométrica substituirá RG ainda este ano no Rio Grande do Norte


Ainda este ano, a população do Rio Grande do Norte terá acesso à Identidade Biométrica que, substituindo o atual Registro Geral (RG), é um documento completo e seguro, feito a partir da digitalização das biometrias, incluindo fotografia feita na hora, impressões e assinatura digitais, utilizando o Sistema Informatizado de Impressão Digital (Afis), uma das mais modernas plataformas de identificação civil e criminal do País.
O Governo do RN, por meio de sistemas de tecnologia de informação, concluiu toda a digitalização do acervo do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), desde o estoque de documentos civis e criminais do Instituto de Identificação, até os laudos do Instituto de Criminalística e os de Medicina Legal.
Com investimento de quase R$ 8 milhões, por meio do Governo Cidadão e Banco Mundial, mais de 15 milhões de documentos foram digitalizados de forma criteriosa e organizada.
“Agora, esses dados virtuais podem ser integrados às demandas de diversos órgãos, universalizando o acesso, trazendo benefícios como a preservação de documentos, promovendo o cruzamento de informações do setor de identificação do instituto e facilitando o trabalho da inteligência das polícias, com ganho de tempo e redução de custos”, pontuou o secretário de Gestão de Projetos, Fernando Mineiro.
Para o diretor geral do ITEP RN, Marcos Brandão, esse trabalho é um marco e uma grande mudança na instituição, de maneira a inserir o RN num novo momento de modernidade e tecnologia na área de identificação civil e criminal no Brasil.
“Além dos benefícios com a chegada da identidade biométrica que cruzará as informações civis e criminais do cidadão arquivadas no ITEP, como vias de documentos renovados e fichas de antecedentes criminais, com a digitalização, o instituto terá maior controle na identificação de cadáveres e suspeitos por crimes, promovendo ainda às autoridades policiais e do Judiciário, respostas mais rápidas quantos aos laudos que serão disponibilizados on-line”, finalizou Brandão. As informações são do Portal no Ar.

terça-feira, 26 de março de 2019

Conheça os cursos técnicos com vagas abertas no IFRN

Os cursos Subsequente e ProEJA são ofertados pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), e são voltados a estudantes do nível médio. Para se tornar aluno do IFRN, é necessário participar de processo seletivo - que pode abranger prova escrita, produções textuais e outras etapas. Confira abaixo um comparativo com as especificidades das referidas categorias ofertadas:  
·         Do que se trata cada curso?
Subsequente: Trata-se de uma modalidade de cursos técnicos destinados àqueles que já concluíram o ensino médio e desejam, por meio da profissionalização, melhor preparação para o mundo do trabalho. É um nível de formação intermediário entre o ensino médio e o ensino superior.
ProEJA: Modalidade de cursos técnicos integrados na modalidade EJA ofertados no Instituto, por meio do Programa de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade de Educação de Jovens e Adultos (PROEJA). . É voltado para alunos portadores do diploma de ensino fundamental, que não tenham concluído o ensino médio.
·         Qual o tempo de duração?
Subsequente: Os cursos variam de um ano e meio a dois anos de duração.
ProEJA: Os cursos têm quatro anos de duração.
·         Qual o diferencial do curso técnico do IFRN?
Subsequente: Nessa modalidade, os cursos garantem uma formação técnica integrada à educação básica. Em relação à estrutura curricular e à organização metodológica, articula as dimensões trabalho, ciência, cultura e tecnologia, em uma perspectiva de formação integral e emancipatória.
ProEJA: Os cursos técnicos integrados na modalidade EJA aliam a educação básica à educação profissional, na perspectiva de uma formação integral com objetivo de incluir e elevar o nível de escolaridade dos jovens e dos adulto trabalhadores, concedendo, ainda, o direito à continuidade de estudos na educação superior.
·         Quem pode participar?
Subsequente: Candidatos que tenham certificado de conclusão do Ensino Médio ou de curso que resulte em certificação equivalente.
ProEJA: Candidatos que tenham, no máximo, certificado de conclusão do Ensino Fundamental ou de curso que resulte em certificação equivalente que tenham 18 anos completos no ato da matrícula no curso, conforme o que determina a política pública vigente.
·         Como se inscrever?
Subsequente: Seguir orientações publicadas nos editais dos Processos Seletivos para ingresso nos Cursos Técnicos Subsequentes. 
ProEJA: Basta seguir as orientações publicadas nos editais dos Processos Seletivos para ingresso nos Cursos ProEJA. 
·         Como é realizado o processo seletivo?
Subsequente: O processo seletivo é realizado através de prova de questões de múltipla escolha de Língua Portuguesa e Matemática.